Qual a diferença entre e-commerce, loja virtual e marketplace?

Qual a diferença entre e-commerce, loja virtual e marketplace?

O mercado virtual não para de crescer no Brasil, a cada ano novos recordes são alcançados e os brasileiros estão cada vez mais seguros de fazer suas compras online. Entretanto, quando estamos falando dos empreendedores e interessados no assunto, tem se tornado comum as pessoas se confundirem com os três principais conceitos de venda online: e-commerce, marketplace e loja virtual. Afinal, o que os diferem?

Essa é uma dúvida recorrente de quem pensa em começar a vender online, ou até mesmo de quem já tem uma loja virtual, mas não domina totalmente as definições. Nesse post vamos saber o que é, como funciona cada um, e quais são as diferenças entre loja virtual, marketplace e e-commerce.

O que é e-commerce?

E-commerce é a abreviação em inglês de comércio eletrônico, ou seja, toda transação comercial de compra ou venda, feita através da internet com o auxílio de um equipamento eletrônico. E-commerce é, resumidamente, o nome que se dá ao mercado de compras online.

Por exemplo, quando estamos falando das lojas virtuais, das vendas em redes sociais e dos marketplaces, estamos nos referindo a diferentes canais dentro do e-commerce. Isto é, diferentes formas de vender dentro do comércio eletrônico.

 

O que é loja virtual?

Loja virtual é o site que uma empresa utiliza para vender os seus produtos na internet. As características desse site envolvem a organização dos produtos em categorias e funcionalidades, abertura e avaliação de pedidos, processamento de pagamento, cálculo e acompanhamento da entrega.

A loja virtual é o canal de vendas direto e de total responsabilidade de uma marca, sem a interferência de terceiros. Para aqueles que têm uma loja física, a loja virtual representa um segundo endereço da marca. Onde o cliente faz as suas compras sem sair de casa.

Para criar uma loja virtual o empreendedor pode optar por criar um site do zero e fazer manualmente todas as configurações e códigos, o que pode demorar muito. A outra opção é criar a sua loja virtual em uma plataforma de e-commerce, onde existem diversas configurações pré-definidas e que facilitam para que, poucas horas após a criação, a loja virtual já possa começar as suas vendas. Em ambos os casos o proprietário da loja paga um valor mensal.

 

O que é marketplace?

Marketplace é a junção das palavras market (mercado) e place (local), também em inglês. Em tradução literal a palavra representa o local onde as pessoas realizam trocas, compras e vendas de produtos.

Para exemplificar, imagine um shopping: as lojas estão dentro de um local onde as pessoas visitam e podem comprar, os donos da loja precisam pagar o aluguel do espaço e o shopping promove ações para que cheguem novas pessoas ao shopping. O marketplace, basicamente, funciona na mesma lógica, mas, online.

Os marketplaces são grandes sites de compra, venda e troca em que existem diversas lojas e vendedores expondo vários produtos, muitas vezes semelhantes. As lojas e vendedores podem fazer anúncios para ganhar destaque dentro do site e, caso façam alguma venda, uma porcentagem do valor é repassado para o marketplace.

Dessa forma, o marketplace promove ações de divulgação para que o site sempre tenha muitos visitantes para comprar os produtos de quem utiliza o espaço para vender. Existem diversos marketplaces no Brasil e no mundo, os mais famosos são o Mercado Livre, Netshoes, Americanas, Submarino e Magazine Luiza.

Para ficar ainda mais didático, pense no marketplace como o intermediário em uma transação. Ele oferece serviços através de uma plataforma comum onde várias empresas vendem e compram seus produtos.

 

Loja virtual ou marketplace? Qual a melhor opção?

Preferencialmente, os dois pois eles se complementam. É importante pensar no domínio de mercado e também na dependência, para tomar essa decisão. Mesmo com todos os benefícios no marketplace, você sempre estará sujeito a novas regras, variações de taxas e imposições da própria plataforma.

Entretanto, quando estamos falando da sua própria loja virtual, a ótica muda. Você conquista seus clientes, eles saberão onde te encontrar, você define os anúncios e o que quer dar mais relevância dentro do seu próprio endereço. Além disso, outros atributos relacionados ao reconhecimento da marca: a identidade visual, a experiência do usuário e a disposição das informações, vão ser definidas por você.

Caso esteja começando, o ideal é optar por uma plataforma de e-commerce a qual você conseguirá integrar os produtos da sua loja virtual com o marketplace, fazendo que as vendas sejam feitas por ambos os canais. Dessa forma você poderá ter o volume de visitas do marketplace ao mesmo tempo que ganha notoriedade com a sua própria loja virtual.

 

Vai começar a vender online e não sabe como começar? Crie agora a sua loja virtual na Oruc e teste grátis por 15 dias. Além de integração nativa com diversos marketplaces, você não pagará nenhuma taxa sob a vendas que fizer!

Criar Loja Grátis

Compartilhar