Entenda tudo sobre conversão na loja virtual

Entenda tudo sobre conversão na loja virtual

O principal desafio enfrentado por quem vende online é a melhora da conversão na loja virtual. Medir o sucesso apenas pelo número de visitas não é o suficiente, é preciso entender quem realmente visitou e comprou. Segundo os dados do E-commerce Radar, estudo que mostra o comportamento dos consumidores, a média de taxa de abandono dos carrinhos no Brasil, em outubro de 2019, era de 82%.

2020 está sendo marcado pelo aumento expressivo nas vendas online, muitas pessoas que nunca tinham optado por esse tipo de canal acabaram utilizando por necessidade ou conforto. Entretanto, é importante olhar para outros fatores e começar a entender o comportamento desse público que chegou. Quem comprou uma vez, continuará comprando? Como foi a experiência de compra? Agora, para um lojista no Brasil, entender seu público para aumentar a conversão é uma oportunidade de conseguir números consistentes nos próximos meses.

Não há dúvidas de que aumentar o número de visitas é o primeiro passo para ter reconhecimento online, isso é um fato. Porém, como fazer com que a conversão da loja virtual seja positiva? Como fazer esses visitantes se tornarem clientes? Existem melhorias básicas que podem te ajudar muito no processo de tentar aumentar a conversão na loja virtual. Nesse post vamos te explicar passo a passo o que você precisa fazer.

Como fazer o cálculo de conversão?

Para saber a taxa de conversão da sua loja virtual você só precisa do total de vendas e a quantidade visitas. O recorte fica a seu critério, mas nossa dica é que seja mensurado mensalmente! Veja abaixo:

Total de vendas / quantidade de visitas * 100 = taxa de conversão (%)

Essa taxa varia de acordo com o segmento de mercado e o tipo de produto que se vende, mas, em geral, o e-commerce tem uma taxa de conversão de 1,33%. Com esse número de 1,33%, significa dizer que a cada 1.000 pessoas, somente 13 vão comprar. Quem tem essa taxa, já está bem satisfeito. A melhor taxa, atualmente, considerada é de 3,6%. Todos esses dados foram levantados pela DigiTalks.

Faça uma descrição estratégica dos produtos

O maior erro dos lojistas é não dar o devido valor a descrição do produto. É muito importante olhar para aquele pequeno texto como a oportunidade de vender e criar desejo no visitante. Pense na descrição do produto como o seu principal vendedor, caso fosse uma loja física. Ele que é o responsável por induzir o cliente a compra e, nas vendas online, é essa a função real da descrição dos produtos. Em alguns casos, a falta de uma boa descrição pode sim atrapalhar a conversão na loja virtual.

Não utilize somente a descrição fornecida pelo fabricante, introduza essas informações de maneira mais criativa e interessante. Entenda quais são as principais necessidades ligadas aquele produto e coloque na descrição como ele vai ajudar o visitante a chegar no resultado esperado.

Uma dica para melhorar suas descrições: pesquise pelo produto que você vende no Mercado Livre e compare como o vendedor com a melhor reputação descreve o mesmo produto. Não copie, apenas veja o que pode ser melhorado no seu texto!

Utilize a prova social

A maioria das pessoas não se sentem seguras para serem “o primeiro comprador”. É instintivo: entrou na página do produto, vê a descrição e vai direto para as avaliações. Ter outras pessoas contando como foi a experiência com o produto é um grande empurrão para o avanço do visitante no processo de compra. Isso porque, além de trazer mais confiança, as avaliações geralmente têm frases como “comprei para fazer X coisa e realmente funcionou”. Ou seja, além de o cliente se sentir mais seguro para a compra, ele tem a confirmação de que o produto vai realmente vai resolver aquilo que deseja.

É muito importante que as páginas dos seus produtos tenham um espaço para notas e avaliações. Elas ajudam no processo de decisão de compra do visitante e pode te ajudar até na indicação e envio de links da sua loja virtual. Quando um produto é altamente procurado por grupos de pessoas, o compartilhamento de links devido a boa reputação sempre traz novos clientes.

Jamais utilize falsas avaliações, além de ser antiético, isso é facilmente identificável e pode te trazer grandes problemas. O ideal é que você peça aos seus clientes para avaliarem o seu produto. Seja no e-mail de pós-venda, em uma mensagem no whatsapp ou até com um recado anexado ao produto para ser lido no recebimento. O que o cliente precisa sentir é que a sua loja virtual se importa e entende a relevância da opinião dele.

Tenha calculadora de frete

Nenhum visitante quer ser surpreendido com o preço do frete na finalização da compra. Para evitar que isso aconteça, tenha uma calculadora de frete na página do produto para que esse valor já fique acessível ao usuário antes que ele avance com a compra.

Essa dica é muito importante para diminuir o número de carrinhos abandonados e também para facilitar a comparação do cliente em relação a concorrência. Caso ele já esteja procurando em outros sites e seu frete seja menor, como ele já tem certeza sobre o produto, ele provavelmente comprará da sua loja virtual.

Exiba selos de segurança

Os selos que comprovam os certificados de segurança sempre serão muito importantes para assegurar os clientes de que o ambiente da loja é seguro e não vai colocar seus dados confidenciais em risco.
Entretanto, utilizar esses selos apenas no rodapé da sua loja virtual pode não ser o suficiente. O ideal é que esses selos estejam nas páginas de finalização de compra para reforçar ainda mais a segurança.

Escolha boas imagens

Se nas compras presenciais a venda começa pela vitrine, nas lojas virtuais o papel das vitrines fica com as imagens. Elas são responsáveis por grande parte dos seus resultados de conversão. Segundo dados de uma pesquisa feita pelo The E-tailing Group, 75% dos usuários considera imagens de qualidade como um fator decisivo no momento da compra.

Não é necessário ter uma câmera profissional e um estúdio em casa, é muito mais simples que isso. Se atentando a fatores como iluminação e posição do produto nas fotos, você já consegue ter melhores imagens na sua loja virtual. Temos um artigo que te explica o passo a passo de como produzir boas fotos, para acessar basta clicar aqui.

Ofereça um bom atendimento durante a venda

Seja pelo whatsapp, e-mail ou chat online: tenha muito cuidado e seja atencioso com o seu cliente. Para muitos, a compra virtual é um bicho de sete cabeças e essa percepção pode ser quebrada apenas com uma pergunta simples que o cliente faz. Entretanto, não basta ser uma resposta rápida se ela não for esclarecedora e atenciosa.

Entender que cada cliente tem uma percepção única sobre as lojas virtuais é um bom rumo para fazer um atendimento de excelência. A construção de um relacionamento com o seu cliente começa a partir do momento em que você se mostra disposto a auxiliá-lo a encontrar as melhores soluções e estar disponível para esclarecer suas dúvidas.

Faça envio de e-mail marketing

Sabe aquele visitante que deixou o e-mail dele para receber atualizações sobre novos produtos? E aquele outro que você tem o e-mail porque ele comprou há um mês atrás? Pois é, essa é a hora de usar o e-mail marketing a seu favor. Nesses dois exemplos, você já tem os seus contatos segmentados por produto, ou seja, já sabe exatamente o que eles querem ou o que já compraram.

Indo contra ao que muitos acham, se utilizado da maneira certa, o e-mail marketing é sim uma ótima ferramenta de venda. E para casos como esse que citamos acima, é a melhor opção. Monte um layout bonito, estruture um bom texto e traga esses clientes para a sua loja com apenas um clique, sem gastar nada a mais por isso… apenas com o e-mail.

Não se esqueça que para fazer um envio em massa é necessário ter uma plataforma de automação de e-mails, pois, se você fizer vários envios pela sua conta pessoal os seus e-mails vão acabar na caixa de spam do contato. Caso queira saber mais informações sobre a utilização de e-mail marketing para lojas virtuais, é só acessar este post que te explicamos tudo.

Analise a navegabilidade da sua loja

Ter um site responsivo, que se adapta a vários tipos de tela, é inevitável para começar a vender online, explicamos melhor aqui. Portanto, a navegabilidade da sua loja virtual vai muito além disso. É necessário se atentar a aspectos como tempo de carregamento da página, disposição dos menus e categorias, posição da barra de pesquisa… diversos fatores que, caso desalinhados, podem entregar uma experiência ruim para o seu visitante e atrapalhar na conversão da loja virtual.

Uma ótima opção para entender essa navegabilidade é pedir para que outras pessoas analisem. Envie o endereço da sua loja para uma pessoa, sem levantar nenhum ponto e peça para ela te dar o feedback sobre a experiência. Depois, procure uma segunda pessoa, elenque os pontos que você quer que sejam observados e veja se as opiniões batem. Assim, você tem uma análise de usabilidade com base no que você quer destacar e nas percepções reais de um novo visitante.

Caso queira saber como montar um bom layout para loja virtual, basta acessar este artigo que listamos todas as dicas.

Não tem fórmula exata

Aumentar a conversão na loja virtual sempre será um desafio para as vendas online, mas quando o lojista entende o comportamento do seu público e cria suas estratégias baseadas nisso, os resultados positivos chegam de maneira mais rápida.

Além disso, ter a sua loja virtual hospedada em uma plataforma que se preocupa com todos esses tópicos, que listamos acima, é primordial para alavancar os seus resultados. Vai começar agora e está cheio de dúvidas? Já tem uma loja virtual e não consegue aumentar sua conversão? Venha para a Oruc e veja seus resultados crescerem exponencialmente.

 

Criar Loja Grátis

Compartilhar