Marketing em tempos de crise: como driblar o cenário atual?

Marketing em tempos de crise: como driblar o cenário atual?

Hoje, o grande questionamento no mercado mundial é sobre como vamos superar esse momento de pandemia do novo coronavírus, já que a forma de se relacionar mudou completamente. Frente a esse cenário, muitas empresas adequaram o seu modelo de negócio e a maneira de comunicar com clientes, parceiros e fornecedores, com um processo de fortalecimento da marca através do marketing. Porém, nós sabemos que nem todos os lojistas conseguiram ter essa visão ampla sobre a utilização da comunicação e, se você tem dúvidas, nesse post vamos ampliar a discussão sobre esse assunto!

A pandemia alterou bruscamente a forma de se fazer negócios em todo o ecossistema comercial. Devido à situação de distanciamento, a necessidade de humanizar o contato, já utilizada por outras varejistas, tornou-se uma atitude indispensável para o relacionamento de qualquer lojista com o cliente. Além de um suporte mais próximo e mensagens personalizadas, é possível também levar essa humanização para outros aspectos da marca dentro da estratégia de marketing.

Diferente da realidade das lojas físicas, o mercado virtual tem ganhado bastante espaço e existem alguns segmentos que conseguiram aumentar suas vendas.

Ouça o cliente e tenha insights

Ao invés de sofrer com a crise, ouça o que seus clientes sentem nesse momento: é importante ter um canal de conversa direta. Você precisa entender quais são os anseios dos seus clientes e de quem acompanha a sua loja virtual. Sendo assim, abra diálogos diretamente nas plataformas que você está presente. Enquetes e questionários são ótimos aliados quando estamos tocando nesse assunto, principalmente se você os utiliza no instagram. Fazendo perguntas certas, é possível que você tire ótimos insights.

Quais perguntas fazer? Isso depende de cada segmento, o importante é que você demonstre estar preocupado com a opinião do cliente sobre o momento atual e como a sua marca pode ajudá-lo. Proponha a colaboração dos clientes para as próximas tomadas de decisões e alterações nos produtos.
Para alguns lojistas, essa interação também pode servir para responder questões sobre o uso do produto, durabilidade e conservação. As maiores dúvidas levantadas podem ajudar na otimização de um produto, troca de fornecedores ou até mesmo guiar as próximas estratégias de divulgação. O importante é ouvir o que o cliente tem a dizer!

Foque no seu diferencial de forma leve

Sabe aquele vídeo de utilização do seu produto que mostra como ele funciona? É a hora de fazer ou postar ele, mostrando algum conteúdo de valor para o seu cliente. Sem necessitar de grandes produções, grave stories e vídeos mostrando quais atributos que podem ajudar o seu cliente, sem fazer uma autopromoção focada na venda. A ideia aqui é você enfatize aquilo tudo que já falou sobre o que você vende. Faça um marketing mais brando do seu produto.

Um exemplo prático: uma loja virtual que vende eletrodomésticos, pode mostrar a qualidade de um liquidificador ensinando uma receita nos stories. Assim, ela está dando um conteúdo de valor para o cliente enquanto promove o produto. A partir dessa ideia, você pode pensar como a sua loja virtual pode adaptar esse tipo de comunicação!

Aqui no blog da Oruc temos um artigo que te explica como aplicar o marketing de conteúdo para lojas virtuais e ele pode te ajudar a entender um pouco mais, clique aqui para ver.

Vamos humanizar as campanhas?

No cenário atual, não tem mais espaço para campanhas de marketing extremamente agressivas. É necessário ir além: as pessoas buscam marcas que passam valores sólidos e se posicionam. Logo, o momento atual é perfeito para isso: pense em campanhas e anúncios que possam aproximar o cliente.

Isso pode ser feito levantando pautas como respeito, empoderamento, saúde mental, melhoria na qualidade de vida, etc. Pense em qual o caminho mais estratégico e seguro para que a sua marca se posicione e possa se destacar pelo discurso ou campanha proposto. Portanto, é necessário ter a consciência de que esse posicionamento não pode ser algo transitório: estude bastante sobre, planeje bem o conteúdo para que haja consistência e tenha ele sempre incluso em alguns momentos.

Um exemplo bem simples: uma marca que se posiciona preocupando com a saúde mental de seus clientes, pode inserir esse posicionamento no seu discurso todos os dias apenas perguntando “como o cliente está” ou “o que a marca pode fazer para ajudá-lo”! Um outro exemplo atual foi o do Magazine Luiza, que criou um mecanismo em seu aplicativo para que as mulheres possam denunciar casos de agressão. Decisão tomada depois de várias pesquisas apontarem que as agressões contra as mulheres aumentaram com a quarentena.

Os clientes esperam por isso

A empatia é um dos aspectos importantes de humanização nesse momento. É preciso procurar e saber entender o que cada cliente está passando, para assim tomar uma atitude que possa ajudar e confortar. Até mesmo um simples contato, via e-mail ou mensagem, é importante para mostrar preocupação. A transparência nas atitudes e na forma de se produzir, também fortalece a aproximação das empresas com as pessoas — que conseguem ver e participar das atividades relacionadas a marca diante de situações complicadas.

Essa ideia de que a marca precisa ser mais humana, se preocupar com os valores, recursos naturais e desigualdade, é algo que já vem sendo discutido a muito tempo, mas que havia sido pouco praticado até então. O momento atual fez com que esse discurso pudesse chegar a mais pessoas, aumentando a cobrança. Por isso, é muito importante que a sua marca defina isso muito bem!

E as promoções e descontos?

Bom, essas podem vir depois de um posicionamento bem construído e que tenha consistência. Por exemplo, a atitude do Magazine Luiza que citamos só abriu mais espaço para que pudesse ter promoções e liquidações em seu site. Isso porque as pessoas sabem que investir nessa marca carrega algo além do simples ato de compra.

Mais importante que tentar vender com base no preço, é gerar valor suficiente para que seus clientes possam esperar por esse momento de descontos. Por isso o posicionamento dentro do marketing é tão importante, várias liquidações estão ocorrendo nesse momento, mas qual o valor dessa marca para o público? Se ela não for relevante, provavelmente os resultados também não serão.

Faça o acompanhamento contínuo das alterações

Acompanhar os resultados é algo, que independente do cenário, é extremamente necessário. Porém, nesse caso você precisa se atentar mais aos indicadores para entender o que vêm dando certo e quais resultados foram positivos em relação aos tempos de normalidade. Isso porque muitas coisas que você decidir aplicar agora, podem continuar sendo feitas mesmo sem a crise.

Não é tarde para começar?

Mesmo estando em isolamento a quase três meses, o futuro do varejo ainda é muito incerto, então não é tarde. Ainda mais quando olhamos para o cenário do mercado virtual que cresceu 81% em Abril, segundo dados do E-commerce Brasil. Por isso, comece agora a trabalhar estratégias que possam ajudar a fortalecer a sua marca e não cruze os braços frente ao cenário atual: você pode perder grandes oportunidades. Lembre-se que toda estratégia de comunicação deve ser cuidadosamente construída e acompanhada a médio e longo prazo, então qualquer evolução relacionada a ela já é uma grande conquista!

Compartilhar