Marketing de influência para lojas virtuais: comece agora!

Marketing de influência para lojas virtuais: comece agora!

O que é?

Marketing de Influência é uma estratégia de marketing digital envolvendo produtores de conteúdo independentes com influência sobre um público grande e engajado em algum nicho específico. Através da identificação do público com o influenciador, as marcas encontram uma oportunidade de estabelecer parcerias com eles para que utilizem, apresentem e divulguem seus produtos e serviços. Sendo assim, o objetivo de trabalhar com esses produtores de conteúdo, conhecidos como influenciadores digitais, é criar uma ponte entre sua marca e o público influenciado por eles.

O Marketing de Influência está cada vez mais presente na vida das empresas e dos consumidores. Isso vale tanto no contexto de mercados de vendas em larga escala e, também, de negociações mais complexas. Por isso, vale entender como ele pode se encaixar na sua estratégia de Marketing Digital.

Quem são os influenciadores?

Segundo a revista Forbes, uma das mais importantes quando se trata de marketing digital, o termo “influência”, neste contexto, está diretamente relacionado aos seguidores com quem o influenciador compartilha conteúdo.

O Influencer Marketing Hub, dos Estados Unidos, complementa a definição ao afirmar que o influenciador “tem o poder de afetar a decisão de compra por causa da sua autoridade, conhecimento, posição ou relacionamento com seu público”.

Existem influenciadores dos mais diferentes tipos de segmentos, como: moda, empreendedorismo, estética, humor, educação, entre outros. E para visões de investimento e estratégia eles são classificados em três grupos:

Megainfluenciador é o grupo em que figuram as grandes estrelas, mesclando nativos digitais, como a Bianca Andrade (Boca Rosa) e o Neymar, por exemplo. Ambos passaram de 1 milhão de seguidores.

Macroinfluenciadores (500 mil a 1 milhão de seguidores) e intermediários (100 mil a 500 mil) são normalmente pessoas que já têm grande relevância em segmentos específicos ou nichos.

Microinfluenciadores (10 mil a 100 mil seguidores) e nanoinfluenciadores (menos de 10 mil) são bastante nichados. Individualmente, talvez não causem grande impacto em um segmento. Mas, em grupo, podem alcançar audiências significativas.

Só os números não são suficientes…

Influenciadores, por si só, não são sinônimo de marketing de influência. O influencer marketing — como o termo foi originalmente pensado, em inglês — acontece quando as marcas se associam aos criadores para alcançar seus públicos com fins de marketing e vendas. E para isso, os responsáveis pelo marketing das empresas não se baseiam apenas no número de seguidores, é necessário fazer uma análise mais completa.

Para não realizar uma escolha que lhe trará mais custos do que resultados, pense no seu objetivo. Grandes influenciadores costumam chamar mais atenção pela quantidade de pessoas que conseguem mobilizar, no entanto, micro influenciadores costumam ter um engajamento mais intimista.

Por exemplo: se você tem um produto natural e que não é testado em animais é melhor investir em uma microinfluenciador que tem até 100 mil seguidores e que fale com o público vegano, do que procurar um macroinfluenciador ou mega influenciador para falar com milhares de pessoas que podem não querer o seu produto.  Não se deixe levar por números de seguidores, mas sim pelos resultados que esse influencer pode te entregar.

Por que investir?

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto QualiBest, em parceria com a Spark, 76% dos internautas brasileiros já consumiram produtos ou serviços indicados por influenciadores digitais.

Entre os itens mais comprados a partir da indicação de um influenciador estão os produtos de beleza (52%). Em seguida, empatados com 42% das respostas vem livros, moda e acessórios. Por sua vez, 30% disseram adquirir alimentos e bebidas – alcoólicas ou não –  sob influência de personalidades, enquanto para celulares e smartphones  este número foi de 29% e produtos de cuidado com a casa 23%.

A pesquisa ainda aponta que o Instagram e o YouTube, ambas com 81%, são as redes mais usadas para seguir influenciadores. Em relação ao Instagram, 41% dos internautas assistem aos stories com o áudio desligado e admitem que só aumentam o volume se o conteúdo for relevante. Outro dado levantado foi a mudança no Instagram que retirou o número de likes das postagens: 42% dos entrevistados disseram que esta alteração não mudou a forma como eles usam o aplicativo.

Os #publis geram influência?

“Os seguidores estão atentos aos ‘#publiposts’, mas o que vimos é que os posts patrocinados não prejudicam a confiança no influenciador ou na marca, desde que a comunicação preserve o sentimento de autenticidade e liberdade do influenciador, ele tem que ser autêntico”, citou Daniela C. Daud Malouf, diretora-geral do Instituto QualiBest, em um comunicado.

Nesse estudo, feito pelo Instituto Qualibest e pela Spark, foram ouvidos 1.100 internautas com 15 anos ou mais, de todas as classes sociais e regiões do Brasil.  Também fizeram uma estimativa de quais são os influenciadores digitais que mais influenciam as decisões dos internautas brasileiros. Whinderson Nunes liderou a lista mas é importante ressaltar que 81% das respostas tiveram menos de 2% de citação, o que mostra um cenário muito pulverizado e heterogêneo, ou seja, há espaço para diversos influenciadores.

Como fazer?

São diversas as formas e canais que podem ser utilizados para tal estratégia. Os mais comuns são: vídeos, postagens, fotos e stories patrocinados. Testes prolongados em que o influenciador conta a sua experiência com o produto podem ser uma ótima alternativa. Um grande case de influenciadores de testes contínuos vem da marca de beleza e cosméticos Salon Line. Utilizando a estratégia de influenciadores eles conseguiram se reposicionar no mercado, aumentaram as vendas e hoje são uma das maiores empresas do ramo no Brasil.

1 – Tenha objetivos bem definidos

Defina seus objetivos com esse investimento e pense: como uma campanha junto de um influenciador te deixaria mais próximo de alcançar algum desses objetivos?

Outras perguntas muito importantes:

Qual o orçamento disponível?

Como sua empresa pensa em trabalhar essa parceria?

Qual nicho de mercado você deseja atingir?

2 – Conheça o seu público

Estude muito bem o seu público-alvo e as suas personas. É muito importante entender como as pessoas que consomem o seu produto se comportam no ambiente digital. Assim, você começa a pensar em possibilidades e formas de emitir a mensagem que a sua loja virtual necessita.

3 – Encontre os influenciadores corretos

Como já falamos: não são os números de seguidores que vão definir o poder de um bom influenciador. É necessário analisar pontos como: o comportamento dele, a idade e a classe do público que o segue, e se esse público é semelhante ao que consome o seu produto. Além disso, é importante se atentar a detalhes como a linguagem que ele se comunica (se faz sentido com a linguagem que a sua marca usa), a impressão que ele passa e se contratá-lo está dentro do seu orçamento.

É muito importante, também, atentar-se aos veículos utilizados pelo influenciador e se coincidem com os que seu público está presente.

4 – Planeje suas ações em conjunto

Começou o trabalho com o influenciador? Nada de fazer ações isoladas. Planeje para que tudo esteja de acordo com o seu investimento nele. Pense no que ele pode te ajudar em todas as próximas ações. Não tenha diversas campanhas, sem sincronia, isso atrapalha a receptividade do público e pode causar sensação de desespero para vender. Deixe tudo sempre alinhado com o influenciador, e uma campanha de cada vez!

5 – Defina uma estrutura e dê liberdade criativa ao influenciador

É muito importante que os canais, conteúdos e frequência sejam delimitados para acompanhamento de métricas e resultados. Portanto, você só dá instruções para influenciador, nada de interferir no processo criativo. O legal é que seja tudo o mais natural possível, de acordo com a linguagem e a abordagem dele. Caso surja insegurança, converse sobre como pode rolar um feedback aberto ou uma aprovação, mas deixe que o influenciador pense sozinho sobre como vai fazer.

O que pode ser alcançado?

Já falamos muito sobre os fundamentos, números e possibilidades, mas afinal: quais são os resultados obtidos com o marketing de influência? São vários e vão de acordo com o seu objetivo. Listamos aqui, os principais pontos que podem te ajudar caso você queira utilizar essa estratégia.

Confiança

É inegável que a confiança do público aumenta. Sejam aqueles que nunca ouviram falar da sua marca, que vão conhecer e confiar ou aqueles que já conhecem e só estavam esperando uma opinião de peso. O grande diferencial dos influenciadores são suas opiniões, que carregam muita influência sob seus seguidores.

Alcance do público certo

Uma estratégia de Marketing de Influência bem montada pode ser a chave para alavancar as vendas da sua loja virtual. Não é um outdoor ou uma propaganda de TV que você fala para milhares de pessoas que não querem saber sobre o seu produto. Com os influenciadores você tem a chance de escolher com quem quer falar, com quem compra de verdade o seu produto.

Desenvolve e potencializa a imagem da marca

Assim como a Salon Line, outras marcas como já utilizaram o marketing de influência para construir um branding baseado em uma causa ou nicho específico. É uma grande sacada, principalmente quando estamos pensando em humanizar a marca. Não basta apenas a campanha institucional, é necessário que a sua marca esteja envolvida com pessoas e com causas e nesse ponto os influenciadores têm uma grande força.

Co-criação de conteúdo

É sempre muito importante que o seu produto e sua marca apareçam no perfil do influenciador, mas nada impede de você repostar ou pensar em uma estratégia que também insira conteúdo dele nas estratégias das redes sociais da sua loja virtual. É uma possibilidade que abre espaço para muita criatividade e enriquecimento do seu Marketing de Conteúdo.

Possibilita novos formatos

Não tem ferramentas para gravar bons vídeos? Acha que você não tem o perfil correto para aparecer testando o seu produto? A estratégia com os influenciadores possibilita diversos novos formatos que vão muito além do usual e que podem complementar aquilo que falta no seu dia-a-dia. Nada impede de você incluir uma visita na sua loja física em um lançamento, caso haja, ou também uma promoção no podcast de um influenciador. Existem muitos formatos e possibilidades!

Otimiza a decisão de compra

A principal finalidade do marketing de influência é essa: fazer com que o público possa ter mais certeza e segurança ao comprar o seu produto. E sem dúvidas, esse investimento é o que pode trazer o retorno mais rápido para a sua loja virtual. Uma vez que o trabalho foi iniciado, será nítido o retorno em vendas, seguidores e compartilhamento da sua marca. E no caso das lojas virtuais, por exemplo, você sabe que uma campanha com influenciador deu certo quando, além das suas vendas aumentarem, as porcentagens de abandono de carrinho diminuem.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o Marketing de Influência? Se leu até aqui, temos certeza que agora você está pronto para criar uma grande campanha baseada nessa estratégia! E caso queira aprimorar ainda mais você pode acessar nossos artigos sobre marketing de conteúdo e sobre como otimizar suas redes sociais.

Compartilhar